Views

Histats

Vitrine

Tips - Geoflow no MS Excel para a visualização 3D de dados



As ferramentas que a Microsoft nos tem disponibilizado são imensamente mais fáceis do que as encontradas na enorme paisagem de ferramentas de análises disponíveis, tais como DW, ROLAP, MOLAP, ETL, MDM, Hadoop, Hive, Porco, Sqoop, NoSQL e muito mais.

O GeoFlow é mais uma dessas facilidades que melhorarão muito as nossas análises no que tange a explorarmos Mapas 3-D.

add-in GeoFlow do MS Excel permiti-nos explorar um Mapa 3-D e assisti-lo ser preenchido com dados, dentro de uma linha de tempo, da mesma maneira que uma PowerView mostra um gráfico de dispersão ao longo do tempo. Outra opção interessante é de efetuarmos um tour em vídeo, onde o mapa é novamente preenchido com os dados de um período e saímos voando de região para região no mapa. Sim, poderemos visualizar, analisar e criar animações 3-D com os mapas do Bing, usando os nossos dados.

O GeoFlow requer o PowerPivot e o GeoFlow add-ins para ser habilitado no Excel Excel Professional Plus 2013. O PowerPivot já está instalado, se tiver a edição correta do Excel 2013. Precisará baixar o GeoFlow da Microsoft

No último Excel Intelligence, a Microsoft publicou alguma matéria demonstrando o suplemento (addins) Geoflow



Esse add-in estará disponível para o Office 365 ProPlus ou o Microsoft Office Professional Plus 2013 além de ficar disponível no site do Microsoft Office para download. O add-in usa DirectX 10, e requer uma placa gráfica de vídeo moderna.

Instalando o add-in para Geoflow

Depois de baixar o add-in pode ser facilmente instalado através do assistente. A configuração do programa verificará se o DirectX 10 está disponível. Caso sua máquina desktop tenha uma placa gráfica antiga, uma mensagem só aparecerá depois que tentar começar a usar o Geoflow.

Se múltiplas versões do Office estiverem instaladas, talvez seja necessário instalar um add-in para cada versão. 



O Geoflow cria o botão "Mapa" na guia "Inserir" da Faixa de Opções. O botão fica localizado no novo grupo Geoflow e encontra-se entre os grupos PowerView e relatórios para os minigráficos.

Avaliação Geoflow

Para avaliarmos o Geoflow com indicações geográficas é necessário saber que indicações geográficas podem ser analisados. O Geoflow é capaz de reconhecer estados e coordenadas de longitude e latitude através de identificadores, como código de país, CEP, cidade e endereço.

Testemos o Geoflow pela primeira vez em três colunas de uma planilha de dados fictícios:

Na primeira coluna eu escolhi a Alemanha como país.

Na segunda coluna coloquei diferentes cidades, e

A terceira coluna contém alguns valores numéricos puramente arbitrários.



Em seguida, recomenda-se formatar os dados como uma tabela e atribuir-lhes títulos. Na primeira tentativa o Geoflow tentará reconhecer o seu range de dados automaticamente. Posteriormente podem alocar mais ranges de dados.

O Geoflow abre sem solicitar uma janela principal e vem com o seu próprio menu.




É possível estabelecermos Links que serão os "passeios" para vermos a representação de várias avaliações. À direita está o painel de tarefas, onde faremos várias configurações. Podemos usar a roda do mouse para girar e ampliar a visão. Podemos posicionar-nos sobre as setas para aplicarmos o zoom in e out,  ajustando também a inclinação.

O próximo passo será atribuir os dados da tabela a cada campo avaliado, e para tal efeito, os títulos individuais da tabela de dados serão selecionados e o tipo atribuído:


  • "país" tipo "país" 
  • "cidade" tipo "cidade"



Em seguida, clique em "Mapear". A visão será atualizada e teremos mais opções para agrupar os conjuntos de dados individuais e / ou agregados, tipos de gráficos para selecionar ou agrupá-los em categorias.



O menu do Geoflow permite outras funções como a entrada de "temas",  seleção de layout pré-definidos, a entrada de legendas, etc.


Este post apresenta uma pequena pincelada em parte das capacidades atribuídas ao Geoflow porque com ele poderemos fazer animações de dados, conectá-lo aos dados de uma PowerPivot. Além disso, o suplemento ainda está em desenvolvimento, o que pode significar que uma ou outra característica possa ser acrescentada.

Pessoalmente gostei do suplemento, ele é muito bom e faz-nos querer mais. 

Só posso recomendá-lo! Aliás, a primeira imagem deste artigo mostra a versão de avaliação do Geoflow que está disponível como um arquivo de exemplo pela Microsoft.

Sim, há um impactante diferencial na utilização desta nova interface quanto comparamos o exemplo abaixo. 

Qual layout torna o cenário mais claro?







Existem alguns pré-requisitos:

      • Requer o Microsoft Office Professional Plus 2013 ou o Office 365 ProPlus.
      • Requer o Windows 8, Windows 7 ou o Windows Server 2008 R2 (Microsoft .NET Framework 4.0).
    • Segue-se alguns exemplos de análise:
Tags: Tips, Mourad Louha, Excel , Geoflow , Microsoft , Excel 2013 , o Office 2013, visualização 3D , add-in , relatórios, Office Pro Plus 365, 2013 Office Pro Plus, DirectX 10, add-in




LinkWithinBrazilVBAExcelSpecialist

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...